Corel Draw, porque não?

Todo designer precisa trabalhar com ferramentas, aprendendo anteriormente onde aplica-las e como utiliza-las para desenvolver seus projetos. Há apenas algumas décadas estas ferramentas eram manuais (old times), atualmente foram substituídas por sistemas digitais.

Em especializações e na graduação, somos motivados a utilizar as ferramentas ditas como as “melhores”, seja pelo mercado ou pelos usuários, como por exemplo, o pacote Adobe, Autodesk, ZBrush, etc.

Mas outra ferramenta já foi muito indicada e elogiada em cursos técnicos e superiores, o famoso Coréééu Corel Draw. Com suas novas versões o software foi aprimorando seus recursos e interface, mas um erro primário ainda incomoda e muito os profissionais, seu constante travamento, e consequentemente sua grande chance de erro e perda de projetos. Este é o principal fator do software ser tão mal falado entre os designers.

Eu particularmente não mais utilizo o Corel, mas ele é um excelente software e atende perfeitamente a necessidade do profissional que saiba utilizá-lo plenamente, como qualquer outra ferramenta. Vários profissionais ainda o utilizam no dia-a-dia e criam grandes projetos com ele, o importante não é a ferramenta e sim o talento, criatividade e comprometimento do profissional.

E por favor, para os profissionais que utilizam o Corel, não envie arquivos em .cdr, salvem em .eps, usuários Adobe agradecem imensamente. 😉