“Stop”, o Cinemagraph chegou

Toda marca quer ser reconhecida e procura meios para que isso aconteça. Hoje em dia, grandes empresas procuram anunciar na internet, muitas têm um site ou página no Facebook. E é lá, em nosso Facebook, que vemos todos os dias uma enxurrada de anúncios, alguns de páginas que curtimos, outros que apenas aparecem. Alguns até legais, mas a maioria sem importância ou desinteressantes, que nem damos atenção. Por esse motivo, algumas marcas têm procurado opções criativas para prender a atenção de quem está do outro lado da tela.

Surgiu então, através da fotógrafa Jamie Beck e do designer Kevin Burg, o Cinemagraph, um modelo diferente de fotografia, uma junção do vídeo e da foto, um “gif melhorado”. Beck e Burg já trabalham com publicidade e percebem que cada vez menos as pessoas param para assistir a um comercial, por isso vêem futuro nessa nova técnica, que tem se popularizado rapidamente. Ela consiste em dar movimento a apenas uma parte da imagem, aquela que o anunciante quer que o consumidor perceba, que dê mais atenção.

Veja a seguir alguns dos trabalhos feitos por eles (retirados do site cinemagraphs.com)

Cinemagraph criado para os Óculos Armani

Cinemagraph criado para a marca de vinhos Ecco Domani

Cinemagraph criado para a marca de automóveis de luxo, Lincoln

Juntos, o Facebook e o Instagram já estão se preparando para receber milhares desses cinemagraphs das mais variadas empresas, pois também entendem que é algo que promete dar certo, principalmente por ser diferente.

Aqui no Brasil a Artarctica e o Habib’s já estão veiculando anúncios nesse formato. A ideia é fazer a pessoa parar de descer por alguns segundos a barra de rolagem do Facebook.

Confira abaixo

Via AdweekAdnews / G1