Vídeo em material impresso, nova tendência?

Não, você não entendeu mal, estamos falado de uma mídia digital dentro de uma mídia impressa, o chamado Video-in-Print. Tudo para fisgar um público cada vez habituado ao uso das novas tecnologias.

A verdade é que a situação não está nada fácil para a mídia impressa em geral. Revistas e jornais sofrem todos os dias com a informação on-line que pode ser obtida de graça e muitos editorias chegam a fechar suas portas. Os jornais e revistas brasileiros também já refletem tal dificuldade e a grande maioria já trabalha sua versão on-line.

E é assim, num cenário cada vez mais complexo para a mídia impressa, que não só os responsáveis pelas revistas e jornais, mas os anunciantes, precisam encontrar novas maneiras de manterem esses meios atrativos.

Embora colocar vídeos dentro das revistas não pareça um caminho a ser replicado frequentemente, muitas empresas já estão utilizando da tática.

Dentre as marcas que já fizeram esse tipo de anúncio encontram-se: O canal de TV americano CBS, Pepsi, Martini, o canal também americano The CW e mais recentemente, a Chevrolet.

Em geral, a tecnologia usada não é complexa, podemos compará-la ao funcionamento da tela de um smartphone. No caso da CW, por exemplo, existe até um vídeo que mostra o desmanche do anúncio, nele podemos conferir que tratava-se de praticamente um smartphone inteiro dentro da publicação, com direito a câmera, cartão SIM, bateria de íon de lítio e até um teclado QWERTY!

Em nenhum dos casos citados aqui os responsáveis revelaram a verba gasta nas campanhas, mas podemos imaginar que não é nada barato. A própria Chevrolet reproduziu seu recente anúncio da caminhonete Colorado em apenas 10 mil exemplares das publicações Esquire e Popular Mechanics.